segunda-feira, 16 de maio de 2011

De mordidas e amores impossíveis!

Boa noite!!
Tudo bem com você?

     Estava há pouco dando uma olhada nos livros que tenho aqui por perto e me  vontade de escrever sobre isso!!

     Eu já havia escrito dois posts sobre best-sellers: um propriamente na defesa deles, e outro sobre livros com temática "anjos". Como eu amo literatura fantástica, resolvi que também gostaria de dar um espaço para os vampiros! Afinal, não é uma relação muito estranha a que essa espécie e humanos estabelecem?!
      A seguir, então, algumas curiosidades e impressões sobre títulos que já passaram por minhas mãos!

     
"Crepúsculo"
Autora: Stephenie Meyer
Editora: Intrínseca
Série "Crepúsculo": "Crepúsculo", "Lua Nova", "Eclipse" e "Amanhecer"


Resumo (livro 1): "Isabella Swan chega à nublada e chuvosa cidadezinha de Forks - último lugar onde gostaria de viver. Tenta se adaptar à vida provinciana na qual aparentemente todos se conhecem, lidar com sua constrangedora falta de coordenação motora e se habituar a morar com um pai com quem nunca conviveu. Em seu destino está Edward Cullen.
     Ele é lindo, perfeito, misterioso e, à primeira vista, hostil à presença de Bella - o que provoca nela uma inquietação desconcertante. Ela se apaixona. Ele, no melhor estilo "amor proibido", alerta: Sou um risco para você. Ela é uma garota incomum. Ele é um vampiro. Ela precisa aprender a controlar seu corpo quando ele a toca. Ele, a controlar sua sede pelo sangue dela.
     O que Bella não percebe é que quanto mais se aproxima dele, maior é o perigo para si e para os que a cercam. E pode ser tarde demais para voltar atrás..."

     Para ler o primeiro capítulo em PDF, clique aqui!

      Comentários: "Crepúsculo" foi o primeiro livro sobre vampiros que li.

     Tá, eu sei... Mas quando o vi na livraria, ele nem era toda essa loucura que se tem notícia agora! Lá na estante, o livro me chamou atenção pela capa: realmente achei interessante/intrigante, fora o título, que também ajudou nisso. Porém, quando li a sinopse, pensei: "Que m**** é essa??" Achei o fim da picada! Devolvi bonitinho no lugar e fui para casa feliz, economizando R$ 39,90.

     Pois é... Só que, quando vi uma colega de faculdade praticamente comendo o tal "Crepúsculo", fiquei balançada. Perguntei para ela "qual era" a do livro, já que ela era uma pessoa bastante criteriosa nas leituras, daquelas com opiniões inteligentes e super críticas. Em poucas palavras, ela me disse: "É muito booooom!".

     A questão, para muita gente agora, é: se eu tivesse simplesmente me decidido a ler em função da opinião dessa minha colega, talvez eu teria um pouco mais de dignidade. Pô, um revew ao vivo e a cores, coisa e tal...! Só que, decididamente, eu resolvi embarcar em "Crepúsculo" porque, pasme agora, eu caí do sofá ao ver que Robert Pattinson (o Cedrico, o Cedrico, o Cedrico, ai ca-ram-baaa!) iria interpretá-lo no cinema! camisa de força e direto para o hospício, fazendo uma gentileza?!

     O louco de tudo isso é que eu não me arrependi nem um pouco. Repetindo a experiência de "Harry Potter", em que comecei a acompanhar a história por causa do filme, eu acabei encontrando em "Crepúsculo" uma história melosa, irritante, clichê e altamente viciante!

    No final, foi um bom emprego de tempo e dinheiro! Me diverti bastante, principalmente ao encontrar tantas colegas na faculdade que também estavam enlouquecidas pela série, já se dividindo entre Team Edward e Team Jacob!! Também acabei viciando muita gente com essa história toda de vampiros purpurina: danos irreparáveis! Parece ser minha missão nessa vida! >.<

     Diferencial:
     Vampiros que procuram manter o pouco de humanidade que lhes resta. Com certeza é o ponto alto. Apesar de a história ser contada por Bella Swan, e o tema do livro ser o romance proibido entre ela e Edward Cullen, os personagens mais interessantes de "Crepúsculo" são mesmo os vampiros, cujas histórias pessoais são contadas com mais ou menos detalhes no desenvolvimento dos quatro volumes da série.

Curiosidade: 
Nenhuma novidade: todos os livros vão ter sua versão cinamatográfica. Aproveitando o lançamento do terceiro filme, "Eclipse", a autora publicou um spin-off do livro homônimo, intitulado "A breve segunda vida de Bree Tanner". Caso ainda não conheça, você pode ler o primeiro capítulo aqui!

"Bree Tanner mal se recorda da vida que tinha antes de descobrir seus sentidos extremamente aguçados, os reflexos sobre-humanos e a força física sem precedentes. A vida antes da insaciável sede de sangue... Antes de ser uma vampira."



"Vittorio, o Vampiro"
Autora: Anne Rice
Editora: Rocco
Série "As crônicas vampirescas": 12 volumes

Resumo: "A Florença do século XV, em pleno esplendor da sua arte, vivia o pior dos seus infernos. Um bando de vampiros fez um pacto com a cidade de Santa Magdallana, para que deixasse seus cidadãos saudáveis em paz, desde que lhes desse todos os seus velhos, doentes, aleijados e crianças para terem seu sangue sugado. O bando tentou fazer o mesmo pacto nos domínios do ultranobre e super-rico pai de Vittorio. Recusado, matou todas as pessoas do castelo, mas uma vampira de colossal beleza apaixonou-se por Vittorio e o deixou com vida. O garoto, exímio espadachim, acabou descobrindo o castelo onde os vampiros se escondiam e o invadiu, com fome de vingança. Matou um deles, os demais o capturaram, mas a bela vampira, chamada Ursula, tornou a salvá-lo."

      Comentários: "Vittorio" foi, como dizer...? Uma das maiores decepções da minha vida! Eu queria tanto ler algo de Anne Rice, porque, quando se fala em vampiros, todos falam/lembram dela, que acho que fui com excessiva expectativa para cima dele...  

     Não vou dizer que ela não escreve bem, uma vez que não conheço os demais livros que publicou, mas achei essa história muito chata! Só para resumir: de início, Vittorio é a coisinha mais carola que existe, todo bonzinho, todo sofredor... Do mais, o cara surta, passa a ser o mauzão, narcizista e apóia cegamente a amante maluca dele, no maior estilo "mata todo mundoooo"! o.O Vá entender!

     Diferencial: Gastar dinheiro e tempo pode ser considerado diferencial?


"O despertar"
Autora: L.J. Smith
Editora: Galera Record
Série "Diários do vampiro": "O despertar", "O confronto", "A fúria" e "Reunião sombria"

Resumo (livro 1): "Irmãos e inimigos mortais, Damon e Stefan Salvatore são assombrados por um passado trágico. Vivendo nas sombras desde a Renascença italiana, eles estão condenados a uma vida solitária: são vampiros. Séculos mais tarde, o destino parece levá-los a percorrer o mesmo caminho que um dia os conduziu àquela vida amaldiçoada e eterna. 
   Em Fell´s Church, na Virgínia, Stefan conhece Elena Gilbert, uma adolescente bela e popular. No encalço de Stefan, Damon procura vingança, e logo Elena se verá divida entre os dois irmãos - e entre o amor e o perigo."

Para ler o primeiro capítulo, clique aqui!

     Comentários: Vamos lá, então! A série "Diários do vampiro" foi publicada uma década antes de "Crepúsculo", nos EUA, mas a sensação parece ser contrária: ao iniciar a leitura de "O despertar", há um constante sentimento de dejà vú: escrita em primeira pessoa, prólogo dramático, protagonista feminina... Talvez porque muita gente não tenha ouvido falar antes sobre "Diários do vampiro" e, sendo publicado posteriormente a "Crepúsculo" aqui... Entendeu o raciocínio, né?!

      A minha impressão sobre essa história é que, apesar de dinâmica/ da leitura ser muito rápida, ela se perde aos poucos. Os clichês brabos, como festa de Halloween de escola, me incomodam horrores. Não sobra tempo para desenvolver mais sobre questões interessantes do passado dos irmãos Salvatore, de forma que o potencial dos personagens ficam pouco explorados. Por isso, ao final do livro (5 horas depois), não tive a menor vontade de ficar sabendo sobre a sequência... Uma pena!

      Diferencial: A história de Damon e Stephan Salvatore antes de se tornarem vampiros e o processo de transformação em bebedores de sangue-apáticos-olheirudos-misteriosos-gostosões-encreiros (!) idealizado pela autora.


"Marcada"
Autoras: P.C. Cast e Kristin Cast
Editora: Novo Século
Série "Morada da Noite" (em desenvolvimento): "Marcada", "Traída","Escolhida", "Indomada", "Caçada", "Tentada" e "Queimada".

Resumo (livro 1): "Zoey acaba de ser marcada como uma vampira, ela terá que se afastar de seus amigos e de tudo aquilo que fazia parte da sua vida até então. A menina vai se transformar em vampira e usufruir de poderes que nem imaginava possuir. Mas para isso ela precisa suportar o difícil período de transformação, caso contrário morrerá..."

Leia o primeiro capítulo aqui!


        Comentários: Confesso que a única coisa que me fez continuar lendo foi a minha teimosia! A história até então era bastante diferente de tudo o que já havia lido, e não gostei muito à primeira vista. 

      Quando saiu o segundo livro, vá entender, eu quis ler! E aí a história melhorou drasticamente! Não sei se porque eu havia me familiarizado um pouquinho mais ao enredo, o fato é que acabei adorando! Li os sete livros em português, e a série terá 11 livros!

      Diferencial: Referências à Deusa Nyx (Noite), à afinidade e utilização dos cinco elementos e à cultura indígena norte-americana Cherokee. Parece coisa de louco, mas a mistura dá certo, caracterizando assim um novo tipo de vampiro, mais místico e forte!


"O beijo das sombras"
Autora: Richelle Mead
Editora: Agir
Série "Academia de vampiros": "O beijo das sombras", "Aura negra", "Tocada pelas sombras", "Promessa de sangue", "Spirit Bound" e "Last Sacrifice".


Resumo (livro 1): "Lissa Dragomir é uma adolescente especial, por várias razões: ela é a princesa de uma família real muito importante na sociedade de vampiros conhecidos como Moroi. Por causa desse status, Lissa atrai a amizade dos alunos Moroi mais populares na escola em que estuda, a São Vladimir. Sua melhor amiga, no entanto, não carrega consigo o mesmo prestígio: meio vampira, meio humana, Rose Hathaway é uma dampira cuja missão é se tornar uma guardiã e proteger Lissa dos Strigoi - os poderosos vampiros que se corromperam e precisam do sangue Moroi para manter sua imortalidade. Pressentindo que algo muito ruim vai acontecer com Lissa se continuarem na São Vladimir, Rose decide que elas devem fugir dali e viver escondidas entre os humanos. O risco de um ataque dos Strigoi é maior, mas elas passam dois anos assim, aparentemente a salvo, até finalmente serem capturadas e trazidas de volta pelos guardiões da escola.
     Mas isso é só o começo. Em O beijo das sombras, Lissa e Rose retomam não apenas a rotina de estudos na São Vladimir como também o convívio com a fútil hierarquia estudantil, dividida entre aqueles que pertencem e os que não pertencem às famílias reais de vampiros. São obrigadas a relembrar as causas de sua fuga e a enfrentar suas temíveis consequências. E, quem sabe, poderão encontrar um par romântico aqui e outro ali. Mais importante, Rose descobre por que Lissa é assim tão especial: que poderes se escondem por trás de seu doce e inocente olhar?"

       Comentários: "O beijo das sombras" foi um daqueles livros que ganharam destaque durante o alvoroço causado por "Crepúsculo". Demorei um pouco mais de dois anos para me interessar por ele: a oportunidade veio quando uma vizinha me emprestou!

        O resumo não é lá o forte para contar a história do livro. A autora consegue dar um carisma irresistível a seus personagens, o que faz com que permaneçamos lendo; simplesmente, queremos saber o que vai acontecer com eles! Para ajudar, a história é narrada por Rose, o que me faz re-afirmar que a escrita em 1ª pessoa é uma característica marcante nos novos romances infantojuvenis, e que tende, a meu ver, a ganhar espaço cada vez mais, justamente por estabelecer uma aproximação maior com o escritor/personagem - leitor.
  
      Diferencial: Persongens e termos inspirados do folclore de países do Leste Europeu, como as classes de vampiros, por exemplo. Dividem-se em dampiros (metade humanos, metade vampiros, que geralmente seguem a carreira de Guardiões), Moroi (vampiros mortais de famílias reais) e Strigoi (Moroi, dampiros ou humanos que foram cruelmente transformados por outros Strigoi. Originalmente, eram Moroi que trocaram sua magia e "humanidade" por uma vida imortal.)


     Curiosidade: A autora irá lançar no segundo semestre, nos EUA, um livro spin-off, intitulado "Bloodlines".

     De vampiros, por enquanto, é isso!
    Dicas? Sugestões? Comentários? Por favor, sinta-se à vontade!!

     Até a próxima!!

Um comentário:

  1. Bom... Desses livros, admito que só li Crepúsculo, e me arrependi muito. Não gostei, achei a história muito clichê =/

    O Edward é o típico herói romântico, inclusive com um complexo de culpa maior que sei-lá-o-quê, enquanto a Bella é também a típica heroína que todo mundo tem que ficar protegendo. Realmente não curti, apesar de achar interessante essa dos vampiros tentarem manter sua humanidade. Mas acho que os personagens estragaram o enredo. A única que eu curti foi a Alice! E juro que não foi por causa do nome! XD

    Vou procurar os outros pra ler! Fiquei curiosa! ♥

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...