sábado, 14 de janeiro de 2012

Hora de sonhar e descobrir a si mesmo: "A Viagem de Chihiro"

     Lembro de ter visto o trailer de "A viagem de Chihiro" quando eu era viciada na MTV - ou seja, há algum tempinho! O filme, que estreou em 2003, estava sendo muito bem cotado pela crítica, ganhador do Urso de Ouro e Oscar por Melhor Animação, mas, por algum motivo, não lembro por que não fui assistir... Provavelmente pelo cinema da minha cidade ser um tanto, digamos, seleto demais com os filmes a serem exibidos... u.u

     Pois bem, quase 10 anos depois, na tarde chuvosa e fria de hoje, Chihiro explodiu na minha cabeça, e eu saí à procura desesperada para, enfim, assistir... E constatar um grande arrependimento por não ter visto antes!



"A Viagem de Chihiro"
Título original: 千と千尋の神隠し/Sen to Chihiro No Kamikakushi
País de procedência: Japão
Ano de lançamento: 2001
Gênero: Animação
Duração: 122 min
Estúdio: Dentsu Inc./ Mitsubishi Commercial Affairs/ NTV/ Studio Ghibli/ Tokuma Shoten /Touhoku Shinsha
Distribuidora: Europa Filmes / Buena Vista International
Direção e roteiro: Hayao Miyazaki
Produção: Toshio Suzuki
Trilha sonora: Joe Hisaishi
Direção de arte: Youji Takeshige

Breve resumo da história:
     Chihiro é uma menina de 10 anos e, como muitas crianças, medrosa, insegura e um tanto mimada. Tentando agir com indiferença, ela e seus pais viajam rumo a uma nova casa. Porém, de alguma forma, eles acabam seguindo por um caminho que os leva a um antigo parque de diversões. É esse local abandonado e aparentemente pacato que vai fazer com que Chihiro se encontre com o sobrenatural e com  forças que ela nem imagina ter dentro de si própria.



     Uma incrível jornada pela descoberta de si mesma

     Olhando o filme com uma perspectiva adulta, a viagem feita por Chihiro vai muito além de grandes  aventuras em meio a seres místicos e cenários mágicos do imaginário japonês: é, antes de qualquer coisa, uma jornada de amadurecimento e crescimento pessoal.

     Como criança, Chihiro já trás dentro de si a moral em formação e, se por um lado, age de forma "infantil", batendo o pé e "ditando regras" - as típicas falas pontuadas por "quero" e "agora" -, mantém, através de sua inocência, a sinceridade e a humildade em suas formas mais puras, e, diga-se de passagem, bastante testadas durante a história.

     Se o medo faz com que Chihiro se grude à mãe, no início do filme, quase impedindo-a de andar, enquanto atravessam um túnel, ela possivelmente não se reconheceria se pudesse vislumbrar o quão corajosa e resoluta se torna após cruzar uma ponte, encontrar um estranho menino e ingressar em um mundo completamente novo e absolutamente diferente de qualquer coisa que sua imaginação pudesse criar, onde grandes surpresas lhe são reveladas e o valor da verdadeira amizade é posto à prova!



     Quem está acostumado a acompanhar animes, sabe o quanto é importante que cores, ícones da cultura japonesa e trilha sonora devem estar em harmonia para fazer a história alçar voo. "A Viagem de Chihiro" consegue isso magistralmente: monstros terríveis, vilões estranhos, protagonistas cativantes, cenários bem trabalhados, efeitos de animação belíssimos e surpreendentes e trilha sonora comovente. O conjunto disso tudo isso faz com que seja impossível não se emocionar!

     Para mim, "A Viagem de Chihiro" é, sem sombra de dúvidas, um convite à reflexão da complexidade dos sentimentos humanos, uma jornada que extravasa as duas horas de exibição de uma animação, uma experiência estendida de perceber o seu eu "antes e o depois" após assistir à história.



     E você, já assistiu a esse lindo filme?!  Escreva suas impressões nos comentários! Se ainda não, está mais que recomendado!

     Até a próxima!


Crédito das imagens:

6 comentários:

  1. É a primeira vez que comento aqui, tímida...
    Essa é minha animação predileta do Miyazaki depois de "Meu vizinho Totoro" (Tonari no Totoro). Recomendo muito esse filme ♥ é lindo!
    Simplesmente magnífico, com toda a profusão de detalhes e cores que enchem nossa mente com aquele sentimento de retorno a nossa infância.
    Realmente a trilha sonora é linda, e é incrível saber que quase toda a animação foi feita a mão (só com algumas interferências em CG).
    Adorei suas postagens sobre mori girl, estou aprendendo muito.
    Parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Devas!
      Que isso, não se sinta tímida!! ^^ Fico feliz com suas palavras!

      Confesso que queria ter visto a história de Chihiro há muito tempo, mas nunca dava... Incrível, senti que hoje o filme me "chamou", e ainda estou muito emocionada!

      Quero muito assistir Totoro e muitas outras animações de Miyazaki, pois fiquei encantada com suas ideias! Tudo tão profundo e cheio de significado... Tão diferente dos atuais filmes ditos "infantis"... E, realmente, a OST e os efeitos de animação são lindos demais!! ♥

      E obrigada pelos elogios quanto às postagens sobre mori girl!! Legal elas poderem estar sendo úteis para você!! Procuro sempre fazer o melhor!! ^^

      Excluir
  2. Todo mundo ta com esse novo jeito de comentar? XD Menos eu.q

    Olha, eu AMEI esse seu post.
    Definitivamente, A Viajem de Chiriro marcou a minha infancia/adolescencia.
    Acho que como você disse, ela poder achar a si mesma, indo para um lugar muito estranho tendo coragem de continuar lá e lutar para salvar seus pais. Mesmo não o conhecendo, todo mundo dizendo que o Haku era mal, ela continuou a acreditar com o coração.
    De fato, esse vai continuar para sempre como um dos meu filmes prediletos, ao lado de Alice e da Bela e a Fera.
    Eu sempre tenho oportunidade de ver as animações do Miyazaki, mas sempre enrolo D: Mas esse ano, pretendo ver todas, se bobiar antes do meio do ano.
    Paprika é um dele que é muito surreal XD
    E tem Steamboy <3

    omg, falei muito D:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Hachiikko! ^^

      Exatamente, a história desse filme é maravilhosa! E acho linda a forma como se desenrola! Fiquei muito feliz de ter assistido, mesmo depois de tantos anos... Penso que adulta, consegui captar ainda melhor a essência e a filosofia em "A Viagem de Chihiro"!

      E, imagina!! Não se preocupe quanto a "falar demais"!!! Adoro ler ser comentários!! XD

      Excluir
  3. Paprika é bem legal, tem uma temática mais adulta sobre sonhos e pesadelos.
    Ainda quero ver Steamboy, deve ser demais!
    Mas essas 2 animações não são do Miyazaki.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Devas!!

      Nossa, agora fiquei ainda com mais vontade de ver! Vou aproveitar esse verão para assistir muitas animações! ^^

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...