quinta-feira, 31 de julho de 2014

Destaques do AF&L Blog Network ~ Julho

     Chegamos ao final de julho e... Além dos destaques do AF&L Blog Network, alguém mais aí é potterhead? ~ momento ''entendedores entenderão''!

     Piadinhas à parte, é hora de indicar meus posts preferidos do mês, então, vamos lá! ^^





     A Ichigo está voltando à ativa no grupo! o/ Quem a acompanha sabe o quanto ela considera Kyoto uma cidade especial. Fiquei super feliz por ver o post sugerido por mim no Reino de Morango, um review sobre o livro de fotografia Autumm Colors of Kyoto! Maravilhoso! ^^




     No Dias de Chá, um texto muito bonito e reflexivo escrito por Chadias: ''Sobre ser''. Eu realmente gosto da forma tocante como ela traz seus pensamentos e desenvolve suas ideias!




     Hoshi, do Pote de Estrelas, fez sua própria transformação no estilo otome-kei em um vídeo muito fofinho! O outfit ficou uma graça, não é?! ^^




     Falando em outfit, no Medora & The Ensemble of Roses, você confere um belo ensaio fotográfico realizado com ela no Parque da Independência!




Dentro do tema do mês de julho do AF&L Blog Network, curti três postagens!


Três outfits com duas peças em comum!




Aprendendo a observar para fazer boas aquisições!




Roupas e peças para decoração de segunda mão!


  

     Apesar de também ter votado 'Achados offbrand' para tema do mês, ainda estou pensando em como farei essa postagem. Rolaram imprevistos enjoados que acabaram com meus planos de tentar colocar o blog em dia, mas... Vamos indo com vai dando! Também quero voltar com os posts de outfits mori, porque recebi peças diferentes ~ ei, algumas até já desbotaram de usar e eu ainda não fotografei! xDD. 

     Por hoje era isso!!
     Valeu e...

     ... Até a próxima! ~

P.S.:


Sobre falta de inspiração... e Tema do mês AF&L Blog Network ~ Junho: Inverno!

     Já aconteceu com vocês, tenho certeza ~ seja sob forma de uma preguiça descomunal, falta completa de vontade ou níveis de inspiração abaixo de zero. Escrever em blog é ótimo, mas tem horas que é isso mesmo e eu ~meio~ que dei uma cansada, por isso o total abandono do pobrezinho. Isso se aplica também aos demais blogs participantes que, a maior parte das vezes, visito, mas acabo não comentando. Sorry, girls! Isso é crueldade frente a posts de tão boa qualidade!

     Chorumelas à parte, vamos ver se tomo um pouco de vergonha nessa minha cara e volto! Como devo ter comentado anteriormente, vou refazer o post de tema do mês de maio ~ porque o original ficou, er, bem... x.x ~, e apresentar aqui o de junho, atrasado, claro! 

      A votação decidiu por 'Inverno', e confesso que não gostei! xD Sou dessas.... Não curto inverno ~ fato que pode ser encarado com curiosidade, uma vez que amo modas com sobreposições de roupas, não?!

     Por quê do meu nariz torcido para essa estação: justamente por eu ter roupas que posso até mesmo pensar em combinar, entro em uma total noia por pensar que há pessoas que não têm meias para aquecer os pés. 

     Há quem diga que inverno é estação 'glamour', mas, talvez por viver em um clima tão absurdo quanto o RS pode proporcionar, inverno para mim é uma estação cruel, pois significa muita gente doente esperando por atendimento em hospital, muita gente abrigada em locais provisórios em função de enchentes, muita gente tiritando de frio, batendo dentes, encolhida por falta de agasalho.

     Visão pessimista? Pode ter certeza.
     O que fazer então?!

     Bem, minha ideia primeira ao pensar escrever esse post era a de solidariedade! Mais especificamente um...



     Muitas vezes, motivados pela facilidade de compra/promoções, acabamos trazendo para o armário peças que acabam se perdendo ou sobrando em meio àquelas que ficaram justas, ou, então, folgadas, e às que não estão mais em condições tão boas para usar para trabalhar, por exemplo. Além de dificultar a organização, são roupas e roupas que ficam sem utilidade, ocupando espaço apenas. Chega a hora de pensar: que peças vou manter e quais posso repassar?!

Tire as roupas do armário e disponha sobre a cama, aproveitando para limpá-lo e arejá-lo.

Independente da forma como você costuma dispor suas roupas, procure fazer uma primeira seleção agrupando todas as peças que você não pretende mais usar, repetidas e/ou com necessidade de ajustes.

Separadas, vamos à uma segunda seleção: agrupamento por estado de conservação ~ peças com pouco ou nenhum desgaste de um lado, peças que precisam de reparos, do outro.

Terceira seleção: dentre as roupas que estão em bom estado, separe em sacolas e por tipos. Pensando em doações para o inverno, dê preferência para: camisas e camisetas de manga comprida, camisetas de manga curta, casacos de manga comprida, blusões de lã, abrigos, calças compridas, meias de algodão e lã. Acessórios como mantas, echarpes, lenços e cachecóis, luvas e toucas, gorros e boinas, e calçados, como tênis e botas, também ajudam a aquecer e proteger e são aceitos! 

     Em tempo: um cuidado que precisa ser tomado quando se deseja doar casacos, calças ou camisas tipo uniforme é o de descaracterizar o logotipo/emblema, se esse possuir. É um procedimento padrão e ético.

Nessa época do ano, muitas instituições, como abrigos, orfanatos, asilos, aceitam doações de agasalhos. Há empresas e organizações religiosas que realizam campanhas, assim como escolas que promovem bazares/brechós. Em quaisquer casos, todas visam o bem-estar de pessoas menos favorecidas. Busque se informar sobre entidades de sua cidade que estão necessitando doações. Algumas disponibilizam serviços de busca em casa, inclusive.



     Se você preferir, também pode oferecer roupas para membros de sua própria família. Por muitas vezes dei e recebi peças de familiares e posso garantir que não há nada de ofensivo ou ruim nisso ~ minhas tias o fazem até hoje. Me beneficio bastante, porque posso escolher algo e repassar as roupas que não vou usar, seja por não agradarem ou por não necessitar mesmo! ^^

     Enfim, o principal pensamento envolvendo a doação não deve ser o de "se livrar!", mas o de "estou ajudando, portanto, vou empregar carinho e amor nisso! O que não me faz falta pode ser estimado por outra pessoa".



     Nossa, acho que esse foi um dos posts mais... Como dizer? Que me senti bem por escrever! Realmente necessitava exteriorizar um pouco esse meu ponto de vista sobre 'inverno-frio-vamos ser solidários, minha gente!'.

     Agradeço quem leu até o final e espero que, apesar de ser um assunto um tanto óbvio, que possa ser levado em conta como lembrete! Fazer o bem aos outros não custa praticamente nada: apenas um pouco de tempo e atenção! E a sensação maravilhosa de poder proporcionar isso é como ressoa aquela propaganda de cartão de crédito: "Não tem preço!"


     Até a próxima! ~ 

   
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...