segunda-feira, 4 de abril de 2016

Estudando um idioma sozinha: coreano - dicas de materiais!

     Oizinho!

     No início do ano, enquanto conversava com minhas amigas por chat, percebi o quanto está presente - e necessário - o estudo de idiomas em nossas vidas. Muitas vezes, pela falta de tempo, dinheiro ou oferta de curso, partimos para essa empreitada sozinhas - e boa sorte para nós 'tudo'!

     Pela internet, você pode encontrar um mundo inteiro de opções disponíveis - dependendo da língua que quer aprender, claro! ^^" Aplicativos, vídeos no YT, blogs...  Um verdadeiro labirinto te espera!

     A postagem de hoje tem como objetivo compartilhar o que estou usando para aprender coreano. Vamos lá?




     Para minha alfabetização em coreano, utilizei o material das postagens desse blog. Na época, eu aprendi o básico para, teoricamente, ler e escrever nesse idioma. No entanto, eu não tive fôlego para sobreviver ao batchim!




     Memrise

     Três anos depois, agora, em 2016, me muni de motivação e resolvi voltar a estudar! Acessei a internet, ela me deu 'oi', e eu entrei em pânico! xD Por onde começar novamente?

     A Milky, do Goodbye, Johanna, foi quem me indicou esse site. É uma comunidade on-line que oferece trocentos cursos de idiomas. Foi por ali que decidi me embrenhar na minha volta gloriosa! o/
     Na plataforma, eu digitei 'korean' e apareceram muitas opções de curso. 


     Eu escolhi o Korean beginner vocabulary with audio e acabei no canal do Seemile.



     Jenny's Class
     
     Dentro do Seemile, comecei a ver as vídeo-aulas de coreano básico da Jenny. Como eu tinha um conhecimento básico do sistema de escrita coreano - e uma compreensão que 'dá pro gasto' em inglês -, me senti muito bem com essas aulas, e fui revisando até começar os conteúdos novos. A abordagem é bastante tradicional, com nível de dificuldade progressivo, muita repetição, leitura e escrita e conteúdo contextualizado em temáticas, para facilitar a aquisição de vocabulário.




     

     Bem, eu não queria ficar apenas nos apontamentos das aulas e busquei por livros com atividades. Esse é um típico livro didático, com abertura de texto e tradução, partes sobre pronúncia, gramática e exercícios. Fiz o download e encadernei para ter organizado e à mão.




     

     Apanhado de exercícios para fixação de conteúdos, tais como verbos, partículas, termos de contagem... Não apresenta textos, pois esse material serve de complemento ao curso no site da Universidade de Yonse. Eu costumo usar para retomar assuntos específicos.




     Dongsa.net

     Conjugador e tradutor de verbos e vocábulos (inglês - coreano). Me ajudou com definições melhores do que as apresentadas pelo tradutor do Google.







     Falar de aprendizagem de língua e não tocar nos famosos cards? Seria algo! Bem, eu não conhecia essa dinâmica e gostei bastante, principalmente para quem aprende por meio do visual, que é o meu caso. Fiz meus próprios cards, usando as imagens desse link e imprimi, escrevendo os verbos com canetinha atrás. Assim, eu posso tanto me testar olhando a imagem e falando o nome do verbo, quanto ler o verbo e traduzir, verificando ao olhar o desenho.




     Dom e Hyo

     Esse casal tem um site que desenvolve materiais em coreano para vender. É possível aproveitar bastante as postagens de esqueminhas e cartazinhos com vocabulário que eles divulgam por sua página no FB!





     Outros materiais que não aparecem aqui, mas que acho legais citar: livros voltados para crianças - porque, né, são coloridos, de abordagem clara, com bastante vocabulário - e, quase sempre, escritos em outros idiomas, como este (espanhol - coreano), teclados virtuais, flash cards/gifs...
  


     Atualmente, eu estou reeetomando meus estudos. Isso porque estudei um pouco nas férias, mas, como a rotina modifica com a volta ao trabalho, eu não consegui mais sentar para pegar nos materiais.

     Eu percebi que, para mim, a melhor forma de compreender os conteúdos é:
     1) Começar por uma vídeo-aula;
     2) Assistir duas vezes essa aula: na primeira, engulo a coisa toda por inteiro. Na segunda, vou fazendo pausas e anotando o conteúdo no caderno;
     3) Localizar o conteúdo abordado nos livros de exercício;
     4) Para treinar leitura, vocabulário e compreensão, imprimir músicas (tanto em coreano como romanizada) e sair com lápis, circulando as palavras e expressões que conheço, conferindo, depois, na tradução;
     5) Fazer gravações em áudio das minhas leituras;
     6) Quando precisar do dicionário, procurar arriscar escrever a palavra em coreano, mesmo sabendo que posso errar, antes de tentar buscar a escrita correta usando pt - cor.
     7) Tentar manter o máximo possível de dias correntes nos estudos;
     8) Descansar a cabeça. Mesmo que esteja 'dominando' o conteúdo, na vale a pena 'comer' unidades enlouquecidamente.

Meus materiais - nesse dia, estudei com o livro da Universidade de Seul, 
fazendo leitura e compreensão e exercícios de escrita, como auto-apresentação,
e os exercícios da Universidade Yonse, 
para reforçar e relembrar verbos nas formas afirmativa e interrogativa.
Na pasta amarela há letras de música e atividades soltas que vou recolhendo de outros livros.
Eu mantenho um caderno de anotações também.




  
     É isso!
     Eu também aproveitei e testei, nas férias, o Duolingo, para revisar inglês. Achei bem legalzinho, apesar das frases bem random e totalmente sem-noção geradas nos exercícios! xDD

     E você? Faz algum curso de idioma? Tem facilidade para aprender? Qual método funciona melhor com você? Vamos trocar experiências nos comentários!

     Até a próxima!! ~ 

2 comentários:

  1. Nossa! Quanta informação bacana! Eu tenho muita vontade de aprender coreano. Quando eu começar vou voltar neste post <3 Boa sorte nos seus estudos :) Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jenny!!
      Espero que você possa aproveitá-las quando começar a estudar! <3

      Muito obrigada!!
      Beijos!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...